Home Oportunidades e Carreiras Bifurcação na carreira de TI (Técnico x Liderança)

Bifurcação na carreira de TI (Técnico x Liderança)

459
0
COMPARTILHAR

Existe um momento em nossa carreira em que precisamos tomar algumas decisões, isso se aplica para qualquer ramo de atividade. Especificamente na área de TI (minha área) temos algumas particularidades, pois dependendo da decisão que tomarmos e a direção que iremos seguir, todo o planejamento de investimentos, treinamentos e especializações mudam de direção. Estou me referindo a um cenário onde você é um especialista técnico e passará a ser um líder. Sua experiencia e conhecimento técnico será aproveitado com certeza, você não jogou no lixo todo o investimento que fez, mas lembre-se que, caso você opte por seguir a carreira de liderança e gestão, seu foco mudará de direção, pois passará a liderar pessoas, coordenar equipes, gerar e apresentar relatórios, medir desempenho, fortalecer o relacionamento interpessoal, se comunicar mais, etc..

Historicamente está comprovado que “na maioria” dos casos profissionais com perfis mais técnicos não gostam muito de se comunicar, falar ao telefone, apresentar relatórios, etc.. Nessas horas que se destacam aqueles técnicos que apresentam o perfil comunicativo, organizado e disseminador de conhecimento. Futuro potencial para ser um “Líder Técnico”, que além de ter ótimo conhecimento técnico tem perfil de líder por atender os requisitos citados acima.

Quando nos deparamos com esse momento, onde precisamos tomar uma decisão se queremos continuar somente com a parte técnica ou acrescentar a parte de liderança em nossa função, é o que chamamos de “Bifurcação na carreira”, o famoso Y.

O que muitos devem estar se perguntando agora: O que escolher? Minha resposta é bem simples: Escolha a função que você gosta. Escolha aquilo que vai te deixar mais feliz, aquilo que tem um escopo de trabalho que você gosta e que vai agregar mais para a sua carreira.

Escolha aquilo que vai te deixar mais feliz!

Outra pergunta muito comum: Financeira será melhor, não devo aceitar?

Minha resposta: Cada um tem uma maneira de avaliar o que é melhor para si próprio, não existe o certo ou errado, esse tipo de assunto é pessoal e varia de acordo com a necessidade e pretensões de cada um. Particularmente tenho minha opinião e resposta para esse tipo de pergunta.

Claro que a questão financeira é importante e tem um peso considerável em uma tomada de decisão, mas no meu caso não é e nunca foi um fator determinante para eu decidir algo. Seja para avaliar uma proposta de trabalho ou uma proposta de promoção, sempre avalio os seguintes aspectos:

  • Escopo de Trabalho: Conhecer melhor todas as atividades que irei desenvolver e minhas responsabilidades dentro da empresa.
  • Crescimento: Avalio as perspectivas de crescimento que terei na empresa ou na nova função que irei exercer.
  • Mercado: Existe mercado para essa nova função que irei exercer? Nunca sabemos o dia de amanhã.
  • Qualidade de vida: Falar de qualidade de vida na nossa área de TI é complicado, nossa rotina é comparada a de um médico, ou seja, não temos hora para chegar em casa, não sabemos se aos finais de semana iremos descansar e curtir com nossa família. É sempre bom avaliar esse bom, lembrando que, ter qualidade de vida não quer dizer que você irá trabalhar pouco ou não terá comprometimento com a empresa. Distância entre a casa e o trabalho também é algo que sempre avalio.
  • Diretoria e Gestão: Dependendo da empresa, uma mudança de função pode te colocar sob outra gestão e diretoria. Nesse caso é importante avaliar se vale a pena essa troca, pois nada garante que você terá o mesmo sucesso e reconhecimento que teve sob outra gestão. As vezes você pode ter dificuldade em se adaptar a uma nova filosofia de trabalho, com outra ideias, outros pensamentos, culturas, modelos, etc..
  • Benefícios: No caso de uma nova proposta de trabalho, os benefícios oferecidos pela empresa é um fator extremamente importante. Costumo avaliar mais os benefícios relacionados a investimentos em treinamentos, especializações e certificações.
  • Saúde da empresa: Avaliar a saúde da empresa (atual ou futura) também está na minha lista. Estamos em um momento onde muitas empresas estão envolvidas em escândalos e com isso estão perdendo grande valor de mercado. Será que seria interessante trabalhar em uma empresa dessa mesmo que ela seja considerado grande? Pense e avalie esse ponto também.

Bom, esses são alguns pontos que eu levo em consideração ao avaliar uma proposta nova de trabalho ou até mesmo uma promoção para exercer uma nova função.

Dinheiro não é um fator determinante para uma promoção ou uma nova proposta de trabalho.

Agora imagine o cenário onde o seu gestor te chamou para uma reunião e comunicou que você possui perfil para exercer uma nova função de líder! Primeira coisa que você deve entender é qual será o escopo dessa nova função. Quais são as atividades que você irá desenvolver? Lembre-se que você será uma referência para uma equipe, responsável por medir o desempenho deles, motiva-los, capacita-los, orienta-los e muito mais.

Alguns dizem que lidar com pessoas é mais difícil do que resolver problemas técnicos.

Conseguirá viver tendo menos contato com a parte técnica?

Pense que sua rotina mudará. Seu foco, seus investimentos futuros, seu jeito vai mudar. Quando precisar tomar essa decisão, pense naquilo que gosta e veja se alguns pontos do que eu compartilhei nesse artigo ajuda também. Creio que sim.

Jamais aceite uma nova função pensando que hierarquicamente é superior. É a famosa diferença entre o SER e o ESTARSer líder é aquele que exerce muito bem a sua função de líder, e estar como líder é quando você está registrado e nomeado como líder mas de fato não exerce a função como deveria.

Ser líder é aquele que exerce muito bem a sua função de líder.

O que é ser um bom líder e gestor na minha opinião?

É aquele que sabe extrair da melhor maneira o conhecimento dos colaboradores da sua equipe, ser uma referência, disseminador de conhecimento, que tenha a capacidade de manter uma equipe motivada e que se preocupe na capacitação e desenvolvimento de pessoas.

Bom, espero ter contribuído com mais este artigo passando meu ponto de vista e opinião desse assunto baseado na minha experiência.

Obrigado!
Marcelo Strippoli

Referência LinkdIn: https://www.linkedin.com/pulse/bifurca%C3%A7%C3%A3o-na-carreira-de-ti-t%C3%A9cnico-x-lideran%C3%A7a-marcelo-strippoli?lipi=urn%3Ali%3Apage%3Ad_flagship3_profile_view_base_post_details%3B%2B4MEpe%2FSTs%2BruzIAH5h9Nw%3D%3D

Deixe uma resposta